.
Tarde de trevas e raivas incontidas.
Faz frio, ribomba o trovão, dobram-se os choupos em vénias à passagem do vento, turvam-se as águas no Douro, chovem pedras desabridamente...





Solução da adivinha no apeadeiro: a saudade.



1 comentário:

náufrago_do_tempo_e_lugar disse...

Dias de vésperas com pressas de noite e vagares de madrugada, despejados sobre os flancos negros e silentes do cansaço das horas. Dias de lívidas antemanhãs sem alva nem entusiasmo, em que vulnífico e gélido o aquilão desce das serranias e zurze e quebra e desbasta de fúria os ramalhais, e morde, raivoso, as pedras dormentes do caminho, e rasga de ódio as nuvens de ébano, enquanto estas se desfazem em cadente e desabrido pedrisco.

Enviar um comentário